• Home >
  • Blog >
  • Da internet discada à banda larga via satélite

Da internet discada à banda larga via satélite

 A história da internet: da linha discada até a banda larga e internet via satélite

A velocidade da internet mudou muito através dos anos, não é mesmo? Alguns irão se lembrar da época em que abrir um site significava aguardar por muito tempo enquanto o discador do provedor tentava realizar uma conexão. Era um processo que exigia paciência! Com a linha bloqueada, não era possível realizar ou receber ligações, sem contar que a navegação era extremamente limitada, com conexões de 24.000 kbps, ou seja, apenas 0,02 Mbps!

Apesar disso tudo, talvez o principal problema fosse o fato de que cada minuto da conexão era pago, como uma ligação normal. Quantos de nós não esperamos até a madrugada para poder navegar pagando menos pelo uso da linha telefônica? As coisas começaram a melhorar com a chegada de novas tecnologias.

O COMEÇO DE TUDO

A primeira internet rápida disponível no Brasil chegou com a tecnologia ADSL (Asymmetric Digital Subscriber Line), que permitia usar a mesma linha telefônica para se conectar à rede, mas sem impedir a realização ou recebimento de chamadas. A velocidade da internet era muito superior, mas beneficiava apenas aqueles que moravam em grandes centros urbanos. Quanto mais próximo da central onde o sistema estava instalado, mais rápida era a conexão.

O acesso via cabo também começou nessa época - com uma tecnologia diferente, mas entregando velocidades similares ao ADSL. A vantagem era a utilização da estrutura de cabos já existentes para o serviço de TV por assinatura, por isso a conexão não era influenciada pela distância da residência.

Nos últimos anos, a fibra óptica tem sido a tecnologia predominante na conexão. Por meio de filamentos flexíveis de vidro, a informação é transmitida por uma espécie de luz, oferecendo uma velocidade muito superior.

O que todas essas tecnologias têm em comum é a necessidade de instalação de uma infraestrutura cara e complicada para possibilitar o acesso à internet. Por essa razão, esses serviços estão limitados a locais onde é comercialmente viável oferecer uma conexão banda larga, gerando distorções para regiões mais afastadas. Hoje, mais de 40 milhões de residências no Brasil não têm acesso a uma conexão rápida. Muitas casas ainda dependem apenas da internet móvel, lenta e instável; e ainda há quem precise utilizar a internet discada para ter acesso ao mundo digital!

A TECNOLOGIA MAIS AVANÇADA

A última grande inovação tecnológica no acesso banda larga foi a conexão direta de internet via satélite.

Finalmente, a conexão se libertou das amarras dos cabos e da necessidade de uma infraestrutura terrestre, abrindo novas oportunidades para aqueles que moram em regiões distantes, como zonas rurais.

A HughesNet foi precursora dessa tecnologia no Brasil e no mundo, oferecendo conexão de qualidade e com estabilidade. Conheça nossos serviços!

Notícias Relacionadas:

Receba nossas novidades e ofertas exclusivas

Prefere que a gente ligue para você?

Clique aqui